2015

A Prudential do Brasil Seguros de Vida S.A agradece a participação de todos os inscritos no Prêmio Prudential Espírito Comunitário. Confira os três vencedores da primeira edição da premiação no país.


 

MEDALHA DE OURO

Julia de Almeida Rego Bressane Guimarães

A campeã participa do projeto escolar Service Oriented Students (SOS), que possui como uma das frentes de atuação o comitê de luta contra o câncer. A aluna está envolvida em uma das principais atividades, a Caminhada na Lagoa Rodrigo de Freitas, que angaria fundos, a partir da venda de camisetas desenhadas pelos alunos, para doar ao Instituto Nacional de Câncer (Inca). Em três anos, o programa repassou R$ 170 mil para a instituição.


MEDALHA DE PRATA

Ana Clara dos Santos Mesquita

Em junho de 2015, a estudante passou a integrar o time de voluntários da ONG TETO, instituição que atua na construção de casas em comunidades carentes. Ela já participou de dois processos de edificação, nos quais ajudou a descarregar os materiais utilizados na construção, além de outras atividades de interação com a comunidade, no Jardim Gramacho e na Vila Beira Mar. Atualmente, a jovem angaria fundos para a construção de mais uma casa.



MEDALHA DE BRONZE

Thaís da Silva Oliveira Mendes

Ela participa de um projeto escolar que tem como objetivo implantar um sistema de coleta de óleo vegetal para garantir o destino correto dos resíduos nas comunidades em torno do bairro Jardim América. Para o projeto, a estudante desempenha atividades administrativas e atua na arrecadação do óleo vegetal que é vendido para angariar fundos para programas em prol da comunidade, como o curso preparatório para o ingresso na educação tecnológica.


FINALISTAS

Conheça os 23 finalistas que fizeram história na premiação, em 2015. Clique nos nomes abaixo e confira o projeto de cada um deles.

X
Amanda Lima Narcizo de Deus

A finalista participa do projeto da escola denominado Gincana Solidária desde 2013. Junto aos demais voluntários do projeto, desempenha atividades como arrecadar alimentos, roupas e fraldas para serem doados ao Lar Maria de Lourdes, que cuida de crianças e adolescentes com deficiências físicas e mentais. O projeto também aceita doações em dinheiro para comprar os itens que não foram contemplados pela arrecadação.

X
Ana Clara Mesquita

Em junho de 2015, a estudante passou a integrar o time de voluntários da ONG TETO, instituição que atua na construção de casas em comunidades carentes. Ela já participou de dois processos de edificação, nos quais ajudou a descarregar os materiais utilizados na construção, além de outras atividades de interação com a comunidade, no Jardim Gramacho e na Vila Beira Mar. Atualmente, a jovem angaria fundos para a construção de mais uma casa.

X
Bárbara Mello e Dias

É uma das participantes do projeto Curta a Praça, criado pela escola, que consiste em revitalizar culturamente a Praça da Cruz Vermelha, no Centro do Rio de Janeiro. A estudante é responsável por garantir que todos os voluntários do grupo cumpram suas tarefas, que acontece esporadicamente aos domingos, com apresentações de dança, música e campeonatos de futebol.

X
Berenice Carola Pereira Bravo da Costa

A finalista atua como coordenadora de eventos e educadora comunitária no projeto sociocultural Bandeirantes. Já Voluntária desde 2012, ela organiza passeios culturais, como visita a museus, teatros e cinema para crianças e jovens carentes. As atividades são realizadas com doações dos comerciantes da comunidade. Em dois anos de trabalho, Berenice conseguiu beneficiar mais de 300 crianças.

X
Bruna Szabo Olinto

É uma das participantes do projeto promovido pelo colégio onde estuda,de reforço escolar direcionado a uma unidade pública de ensino. A jovem ministra aulas de Matemática para alunos do 6º ao 9° ano do ensino fundamental, apresentando desde conceitos mais básicos, como as quatro operações até equações quadráticas.

X
Camila Neves de A. Sales

Inspirada em uma ação social de sua escola, a aluna criou um projeto para ajudar orfanatos, instituições do terceiro setor e moradores de lixões da cidade. Em uma das ações, a finalista arrecadou remédios e alimentos para moradores do lixão de Duque de Caxias. Além disso, ela também realizou atividades recreativas com as crianças da comunidade.

X
Claren Marques dos Anjos Silva

É uma das participantes do projeto de Monitoramento Jovem de Políticas Públicas, que consiste em ajudar 12 comunidades do Complexo do Lins a buscar estratégias para solucionar problemas ligados às políticas públicas. Em sua primeira atuação, o grupo de voluntários foi convidado pela Defesa Civil da cidade para orientar 20 mil moradores de áreas de risco sobre como proceder durante as chuvas.

X
Elisa Niskier Cayet

A estudante criou um projeto para levantar doações para o Hemorio e levar conhecimento à população sobre anemia falciforme. Para realizar a ação, a jovem escreveu um livro de memórias, e 50% do lucro obtido com as vendas são destinados para a compra de leite em pó integral, usado para suprir a alimentação das crianças hemofílicas. Até o momento, já foram doados R$ 4 mil do alimento.

X
Elisângela Almeida Oliveira

Criou o projeto Horta Inteligente, que atende a 200 crianças, entre 2 e 5 anos de idade, de uma creche da Comunidade da Providência. A estudante, junto com um grupo de voluntários, realiza atividades com as crianças como plantação e cultivo de alimentos, manutenção da horta e customização de garrafas PET. Além disso, os moradores também são envolvidos em oficinas de aprendizado sobre replicar a prática em suas casas.

X
Flávia Barboza Pereira da Silva

Participante do projeto sociocultural Bandeirantes Já, de onde foi aluna em 2011, a estudante coordena uma biblioteca, ajudando a alfabetização de crianças de 3 a 7 anos de idade, além de incentivar o hábito da leitura. Para isso, ela realiza jogos educacionais, conta histórias, além de outras atividades lúdicas.

X
Guilherme Espasandin das Dores

O estudante participou de um projeto de incentivo à doação de medula óssea. Na atividade, Guilherme fez parte de uma campanha de conscientização da população, que incluiu ações nos semáforos, criação de páginas nas redes sociais e a produção de um vídeo, estimulando o cadastro de candidatos no Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (REDOME).

X
Gustavo Oliveira Coutinho

Adaptou um dos mais famosos cursos de computação da Universidade de Harvard para o Brasil, com a intenção de diminuir o analfabetismo digital. O curso gratuito, focado em programação, conta com o apoio da Secretaria de Estado de Cultura, que cede o espaço da Biblioteca Parque Estadual para as aulas serem ministradas, inclusive pelo estudante, para cerca de 200 pessoas.

X
Julia de Almeida Rego Bressane Guimarães

A finalista participa do projeto escolar Service Oriented Students (SOS), que possui como uma das frentes de atuação o comitê de luta contra o câncer. A aluna está envolvida em uma das principais atividades, a Caminhada na Lagoa Rodrigo de Freitas, que angaria fundos, a partir da venda de camisetas desenhadas pelos alunos, para doar ao Instituto Nacional de Câncer (Inca). Em três anos, o programa repassou R$ 170 mil para a instituição.

X
Juliane Cavalcanti Cabral

A inspiração para o projeto surgiu a partir de uma pesquisa na internet, que mostrava o número reduzido de doadores de sangue. Assim, ela organizou uma campanha para incentivar doações, começando pela conscientização dos alunos da sua classe. A atividade também incluiu uma concentração em frente ao Hemorio, com mais de 30 jovens, que explicavam, usando cartazes, os benefícios da doação de sangue.

X
Larissa Amorim dos Santos Silva

A estudante criou o projeto SOS Sorriso, que acontece no abrigo Lar Maria de Lourdes, que cuida de crianças e adolescentes com deficiências físicas e mentais. O programa consiste em visitas à instituição, além da arrecadação de verbas e doações para atender às necessidades da ONG. Em 2014, foram arrecadados quase R$ 2 mil com a realização de uma festa e a venda de camisas do projeto. O valor foi usado para a compra de 1.500 fraldas geriátricas.

X
Leonardo de Mattos Silva

Criador do projeto Independente Rap, que consiste na realização de palestras motivacionais nas escolas sobre arte de rua. Leonardo usa elementos do rap e do hip-hop para motivar os jovens a realizarem atividades culturais e voluntárias em seu tempo livre. Durante as visitas, ele e um grupo de voluntários também levam livros de diferentes temas para serem doados aos alunos.

X
Luiz Matheus de Souza Palhares

Inspirado pela avó que adorava música, o estudante criou um projeto para dar aulas de violão a jovens na comunidade onde mora. Apesar das adversidades, ele conseguiu o apoio de uma escola municipal da localidade, que passou a ceder o espaço, instrumentos e café da manhã aos participantes.

X
Marina Freitas

A estudante participa do projeto escolar Liderança Comunitária que, a cada ano, ajuda uma instituição do terceiro setor. Em 2014, a ONG beneficiada foi o Lar Maria de Lourdes, que presta atendimento a deficientes físicos e mentais. Marina foi a responsável por motivar o grupo a continuar o trabalho, que consistia em doações, visitas e organização de eventos na instituição. Neste ano, o projeto beneficiará o Orfanato Santa Rita de Cássia.

X
Natasha Rocha Marques Ramos

Voluntária da ONG Renascer Brasil, a estudante teve a iniciativa de arrecadar alimentos e cozinhar para moradores de rua na época do Natal. Para realizar a ação, ela solicitou o apoio de amigos, familiares, vizinhos e comerciantes locais. No dia 22 de dezembro de 2014, ela ajudou na entrega de quentinhas à população carente, além de doações de calçados, roupas e agasalhos, tendo o envolvimento de 300 pessoas, entre voluntários e beneficiados.

X
Paulo Henrique Lopes Rodrigues

O estudante participa de um projeto social na comunidade do Pavão-Pavãozinho, administrado por sua antiga escola. Suas atividades acontecem aos sábados de manhã, quando toca violão e lê histórias para crianças, além de levar educação moral e religiosa às famílias. Paulo atua no projeto desde 2013 e pretende continuar a ação nos próximos anos.

X
Pedro Henrique Lavinas Ortman

É um dos participantes do projeto de sua escola, que consiste em dar aulas de reforço para alunos do curso profissionalizante de educação de jovens e adultos. Pedro realiza a atividade duas vezes por semana, ministrando aulas de diferentes disciplinas de acordo com a necessidade da turma. Ele ainda participa de reuniões semestrais para analisar e discutir informações sobre o projeto.

X
Rafaela Falcão

A estudante atua no mutirão de limpeza de um abrigo para animais abandonados. Ela tem uma página no Facebook, na qual divulga as necessidades dos abrigos da cidade e localiza possíveis lares adotivos. Recentemente, ela arrecadou 10kg de ração, desinfetantes, panos e jornais para serem utilizados nessas instituições. A jovem ainda vende suas roupas usadas na internet a fim de angariar fundos para apadrinhar animais.

X
Raisa Crislayne de Souza

É uma das voluntárias de um projeto itinerante de literatura que, quinzenalmente, visita moradores do Zinco, uma das comunidades que formam o Complexo de São Carlos. O projeto tem como finalidade emprestar livros e realizar atividades recreativas. Uma das atividades de que a estudante participa é a leitura de histórias, que reúne 60 crianças, a cada encontro.

X
Thaís da Silva Oliveira Mendes

Participa de um projeto escolar que tem como objetivo implantar um sistema de coleta de óleo vegetal para garantir o destino correto dos resíduos nas comunidades em torno do bairro Jardim América. Na ação, a estudante desempenha atividades administrativas e atua na arrecadação do óleo vegetal que é vendido para angariar fundos para programas em prol da comunidade, como o curso preparatório para o ingresso na educação tecnológica.

X
Vitória Cristina Vicente Correia

Desde os 11 anos de idade, a estudante atua como voluntária ensinando crianças a ler. Reconhecida por seu trabalho pela Prefeitura do Rio de Janeiro, ela conseguiu levar o projeto Troca-troca de livros para a instituição, que consiste em incentivar o hábito de leitura por meio da aquisição e devolução de exemplares, para a ONG na qual atua. Ela também realiza saraus e rodas literárias sobre os livros já lidos com as crianças.

X
Wellem da Silva Evangelista

A estudante criou um projeto para arrecadar doações para famílias que vivem na área mais pobre da comunidade da Rocinha. Wellem, com a ajuda dos amigos, visita os moradores para conhecer as principais necessidades, além de arrecadar alimentos. Ela tem o objetivo de beneficiar 30 famílias com mais de 500 quilos de mantimentos, além de materiais de higiene.


Prudential do Brasil